Câimbras a partir da Medicina Tradicional Chinesa

As câimbras são contrações involuntárias do sistema músculo esquelético que causam quadros de dores de grande intensidade.
Apesar de não ser consenso a sua fisiologia, tendo portanto divergências de alguns autores, o que se sabe é que podem ocorrer por uma descarga dos neurônios motores, induzida por um desequilíbrio hidroeletrolítico, geralmente após uma sudorese acentuada, que vai gerar uma redução considerável de água e eletrólitos, especialmente o sódio e o cloreto.
Isso desencadeia uma redução de energia, diminuindo a respiração aeróbica, que utiliza o oxigênio, então o organismo começa a consumir a glicose através da respiração anaeróbica, que não utiliza o oxigênio, gerando portanto um acúmulo de ácido lático, que é convertido rapidamente em lactato.

Todo esse processo leva a incapacidade momentânea de ressintetizar energia (ATP), que reduz drasticamente a receptação de cálcio pelo retículo sarcoplamatico, assim como a impossibilidade do desligamento das pontes cruzadas, ocasionando um estado de fraca produção de força.
A concentração de potássio extracelular está ligada diretamente ao relaxamento muscular. Então se essa concentração de potássio está alta no líquido extracelular, ocasiona uma alteração de polaridade da membrana celular e desencadeia uma despolarização e como consequência uma contração músculo esquelética. Essa concentração de potássio portanto impede o relaxamento muscular.

Trazendo todo esse conhecimento ocidental e convergindo com os conhecimentos da medicina chinesa, podemos pensar a respeito da seguinte forma:
O excesso de calor pela alteração do elemento fogo, desencadeia o consumo de líquidos orgânicos, gerando um desequilíbrio hidreletrolítico.

Esse processo juntamento com a dominação do metal pelo fogo, prejudica a respiração, provendo o organismo com baixa quantidade de energia Yang Qi, representada pelo oxigênio. Diminuindo o aporte de O2 as células, e com isso favorece o organismo a fazer respiração anaeróbica, gerando acumulo de acido lactato.

O lactato, tem característica de energia Yin, melhor representada pelo elemento terra. Que gera uma estagnação de energia promovendo a contração muscular, típica da câimbra.

Pensamento Terapêutico:

 

  • Se o paciente apresentar calor interno associado a Hiperhidrose, utilizamos pontos que promovem o resfriamento: C3, C7, R2, CS3;
  • Se o paciente apresentar Deficiência de Yang Qi: P7, Liberação diafragmática;
  • Se o paciente apresentar estagnação de Yin Qi: F3, BP6, BP9;

Pontos locais promovem analgesia local, melhora do aporte de Qi e Xue, e relaxamento local.

Os pontos supracitados, são apenas sugestões e nunca protocolo fechado. Lembrando que a maior eficacia do tratamento se baseia em uma anamnese detalhada e completa, e de um protocolo especifico aos desequilíbrios de cada individuo.

18/11/2020

2 responses on "Câimbras a partir da Medicina Tradicional Chinesa"

  1. Como não deixar um comentário , um pessoa que deixa o seu tempo que no mundo de hoje é tão corrido para tentar ajudar o próximo . Vale muito mais que um comentário . Obrigado .

  2. Rogério Souza Bernardes02/04/2021 at 1:17 AMResponder

    Obrigado por expor sobre o tema , muitas pessoas sofrem com o problema das câimbra e entender o mecanismo que causa ajuda muito no tratamento

Leave a Message

O seu endereço de e-mail não será publicado.